Acessibilidade Turística

Chaves e, em particular, o seu centro histórico, não dispõe atualmente de respostas satisfatórias para segmentos de procura turística que evidenciam necessidades especiais, nomeadamente decorrentes de algumas limitações em termos de capacidade motora, auditiva, visual ou intelectual. Justamente por esse motivo, constitui uma preocupação desta candidatura a aposta na conceção de novos conteúdos de interpretação da cidade e dos seus patrimónios naturais e culturais, de cariz material e imaterial, que possam ajudar a enriquecer e qualificar a oferta turística da cidade, tornando-a mais acessível e inclusiva.

Esta Ação tem assim por objetivo específico a conceção e implementação de um percurso turístico acessível, devidamente homologado, que possa servir todos os turistas e visitantes da cidade de Chaves que sejam portadores de incapacidade motora, auditiva, visual ou compreensiva. Deste modo, pretende-se contribuir para diversificar, enriquecer e qualificar a oferta turística da cidade, tornando-a mais acessível e inclusiva.

Conceção e implementação de um Percurso Pedestre de Interpretação e Visitação Turística Inclusivo, devidamente homologado.

O desenvolvimento deste percurso, incluindo os diversos suportes comunicacionais fundamentais à sua implementação e conveniente funcionamento, terá essencialmente um papel demonstrativo, sendo aqui assumido como uma experiência-piloto. Existe contudo, a expetativa que, caso seja bem-sucedido, este primeiro percurso possa vir a despoletar o desenvolvimento de novos conteúdos e percursos turísticos na cidade de Chaves e, muito em especial, no seu centro histórico.

Propõe-se que este Percurso Pedestre de Interpretação e Visitação Turística Inclusivo possa ser desenvolvido num contexto de forte ligação à Fundação Nadir Afonso, um espaço recém-inaugurado que se dedicada à promoção da arte moderna e contemporânea, que está localizado numa área de grande interesse pelo entorno natural rico e equilibrado.

Considera-se, assim, que este tipo de percursos pedestres são aliciantes produtos turísticos, que contribuem para o desenvolvimento sustentável do local onde se encontram implementados, e que, por outro lado, são vias privilegiadas para o contacto com a população local e a conservação e divulgação do património. Quando agregamos a esta possibilidade uma outra, que permita a todos aqueles que o percorrem experimentar sensações várias que vão desde a adaptação do chão com texturas diferentes, até à possibilidade de ouvir a descrição de todo o entorno do percurso recorrendo aos sons da natureza como complemento, esta experiência pode ser realmente muito mais rica e portadora de uma dimensão sensorial bastante diferenciadora.

Acessibilidade Turística

APP

Roteiro

Conheça a nossa aplicação que o ajudará a conhecer Santa Maria Maior.

Disponível para IOS e Android.

Pin It on Pinterest